Diferente e viciante. Mas ainda merece contornos

28/08/2017

Puzzle ChromaGun é mais que um jogo legal e colorido

Um bom - e diferente - quebra-cabeças. Este pode ser o resumo daquilo que nos deparamos ao jogar e analisar ChromaGun, game desenvolvido pela Pixel Maniacs onde você tem o poder de resolver alguns enigmas multicoloridos ao empunhar uma arma com características bem diferentes das quais estamos acostumados.

Com uma certa lembrança do clássico "Portal", jogo em que furar as passagens e paredes era motivo de ansiedade para alinhar sua saída dos labirintos futuristas, ChromaGun altera sua mecânica para as cores, quando você incorpora um profissional que deve testar uma arma experimental enquanto guiado por uma voz robotizada.

Sem nenhum tato violento, o jogo te leva para incríveis caminhos dedicados a uma total imersão singular, onde analisar qual das cores devem ser preenchidas nas paredes será o seu objetivo para sair dali. Parece simples, não? Longe disso.

O jogo é dasafiador e seu equilíbrio faz a gente não se importantar com o tempo na frente da tela, enquanto não seguimos em frente para mais uma passagem a ser destravada. Um mérito para um material bem simples, porém dedicado em manter o jogador nele, com interesse expressivo, principalmente quando alguém fica de olho em suas atitudes sem falar nada (assim como ocorreu em nossa redação), dando um certo clima tenso em não deixar o foco se perder em determinados momentos da jogatina.

Nem tudo são flores

Sua jogabilidade, apesar de fácil, e um tanto chata. Explicando, dá um certo incomodo na queda de framerate vez em quando e um pequeno delay quando a coisa não deveria ocorrer. Ou seja, o material ainda merece ser lapidado com atualizações.

Curtinho e divertido, vale quanto pesa e é recomendado para todos.