Excelente trama Psicodramática

10/08/2017

Longe de um Indie qualquer, Hellblade: Senua´s Sacrifice é jogo de gente grande e vale quanto pesa

Um dos lançamentos mais aguardados para início deste segundo semeste, ao menos no lance curioso de ver e entende-lo, foi Hellblade: Senua´s Sacrifice. Tudo porque, em suas primeiras publicações, a narrativa inclinada à mitologia Nórdica misturada a um certo clima tenso de sofrimento, em que a personagem aparentava ter problemas internos - e externos - com o mundo em sua volta, concluiu em um "hype" de projeto ambicioso.

O jogo em si é pra lá de bem feito, salvo alguns lances que devem receber melhorias em atualizações previstas. Porém, o que mais impressiona e vale a pena compartilhar é a evolução de um estúdio que, depois deste lançamento, ganha status para brigar frente a frente com as grandes publischers do cenário gamer, mesmo já tendo títulos consagrados como Devil May Cry.

Difícil e diferente

O game não é fácil, pois não conta com nenhum tipo de tutorial, HUD, barra de vida e outras coisinhas mais que tempos na maioria de outros títulos. Então cabe ao jogador incorporar a personagem para entender seus traumas, cujos trazem uma enorme confusão psicótica em Senua, uma guerreira celta e protagonista do enredo.

Viajar pelos nove mundos da mitologia Nórdica foi incrivelmente compensador a nossa redação, que destaca este game como um divisor de águas quando o assunto é criatividade.