The last day of June

11/09/2017

Emocionante ao extremo, jogo dá um nó na garganta e um tapa na cara nas grandes produções

Já faz um tempo que falamos sobre a nova fase dos jogos Indies. Não é de hoje que produtoras como a italiana Ovosonico vem recebendo elogios de grandes mídias dedicadas, ainda mais depois deste incrível jogo que pudemos testar e também aplaudir.


Triste, incrível, imersivo e lindo

Há tempos em que um bom jogo de videogame deveria ter o "espetáculo" gráfico e ações sem freio para fazer sucesso. Em The Last Day of June, nada disso é importante, excluindo a necessidade notável de um trabalho de áudio importantíssimo, que é cumprido de maneira espetacular.

No jogo, entramos na história de um casal romântico, que em uma curta viagem sua esposa tem uma grande e importante notícia para dar ao marido "cabeçudo" (no sentido literal da palavra). Mas uma tempestade afasta a chance dele saber sobre a gravidez da mulher, que morre em um acidente no retorno de casa.

Até aí o clima já pesou, não? Porém em meio ao vai e vem de ações cujas poderão incrementar o passado parca melhor alinhar os presentes fatos, o material desenvolve um puzzle interessantpissimo e super inteligente, qual muitas vezes farão você querer desistir do game. Só que não...

O jogo é simplesmente incrível e exclusivo para plataformas PC e Playstation 4, na distribuição de "peso" fornecida pela 505 Games, responsável por títulos importantes como Assetto Corsa, Limbo, Inside e Terraria.